sexta-feira, fevereiro 04, 2005

mapas de memoria

As histórias que um corpo encerra, as histórias que encerra um lugar, as histórias que atravessam um objecto. O cruzamento das histórias dos corpos e dos objectos com as histórias dos lugares. Como é que estes cruzamentos atravessam o tempo em direcção à constituição das redes da memória? Quem selecciona os pontos nodais dessa rede, os resíduos do passado sobre os quais se institui a História? Que descontinuidades temporais se estabelecem hoje no estudo daquilo que foi? Como é que se fundam as narrativas actuais sobre tais descontinuidades?